× ENTRAR CADASTRE-SE

A contribuição da Agricultura Familiar no recorde da safra de grãos

Por CBC Agronegócios

20 de Julho de 2020

 

Os agricultores familiares têm muito a comemorar no mês de julho, não só pelo Dia Internacional da Agricultura Familiar, mas pela sua participação no recorde da safra de grãos. O que um fato tem a ver com o outro? É o que você vai descobrir lendo nosso artigo.

Safra Recorde de Grãos

O volume da produção de grãos no país realmente é espantoso: 251,4 milhões de toneladas, uma alta de 3,9%.

De acordo com o 10º Levantamento de Grãos promovido pela CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento), a grande produção de milho e soja impulsionaram esses números.

Acompanhe os motivos que explicam o recorde batido mais uma vez:

  • Exportação – o Brasil exportou 60,3 milhões de toneladas de soja apenas no primeiro semestre de 2020;
  • Câmbio – o aumento da cotação do dólar contribuiu para que o comércio da oleaginosa brasileira se tornasse mais competitiva no mercado mundial;
  • Área – houve uma elevação significativa da área destinada à plantação das principais culturas, constatada pelo crescimento de 4% sobre a safra passada;
  • Lavoura – soja, algodão e arroz tiveram rendimento acima do esperado;
  • Milho – considerando-se as três safras, a projeção é de que a cultura atinja 100,6 milhões de toneladas, o que representa 0,5% de acréscimo em relação à safra anterior, mesmo com as variações climáticas que tanto prejudicaram as lavouras do Centro-Sul;
  • Diversidade – nosso país é gigantesco, o que permite o cultivo das mais diferentes culturas, mantendo produtividade o ano todo: algodão, amendoim, arroz, aveia, canola, castanha de caju, centeio, cevada, feijão, milho, soja, trigo e triticale, apenas para citar algumas.

Um outro fator que não pode ser esquecido é a relevante participação da Agricultura Familiar nesse sucesso conseguido pelos produtores de grãos.

Protagonismo do Agricultor Familiar

Engana-se quem pensa que somente os grandes produtores foram os responsáveis pelo recorde na produção de grãos.

O último censo agropecuário (2017) demonstrou que 77% dos estabelecimentos agropecuários do Brasil pertencem à agricultura familiar, o que a faz ser a 8ª maior produtora de alimentos do mundo, respondendo por 50% da produção que chega à mesa dos brasileiros, segundo o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).

Como se não bastasse, o relatório aponta que 23% da produção de commodities agrícolas para exportação, a exemplo da soja e do milho, também pertencem a esse tipo de agricultura.

Estudos da EMBRAPA mostram que a ILPF (Integração Lavoura-Pecuária-Floresta) tem aumentado a produção de grãos na agricultura familiar que, por sua vez, sabe muito bem como produzir sementes para safras posteriores.

Tais sementes, muitas vezes, são de variedades de grãos específicos da própria região, multiplicando-os e conservando culturas que, de outra forma, já teriam sido extintas.

Dia Internacional da Agricultura Familiar

Devido à sua importância para a economia do país, conservação da biodiversidade, além de fornecer alimentação humana de qualidade, inclusive orgânica, dia 25 de julho é comemorado o Dia Internacional da Agricultura Familiar.

A celebração é merecida, pois são famílias inteiras que apesar de intempéries climáticas e econômicas não deixaram de acreditar no campo e continuam investindo suas vidas para que tantas outras desfrutem do que o rico solo brasileiro tem a nos dar.

Agricultura familiar: solo fértil em mãos frutíferas. Parabéns!

Através da CBC Agronegócios você pode se conectar com milhares de empresas para comprar ou vender seus insumos agrícolas. Basta se cadastrar, colocar sua oferta ou negociar com outras partes. Clique aqui para se cadastrar

Já é cadastrado, crie seu hábito produtivo. Insira indicações e acompanhe mercado.