× ENTRAR CADASTRE-SE

Qual o papel da tecnologia e da internet com a COVID-19 no Agro?

Por CBC Agronegócios

3 de Agosto de 2020

 

Nunca as empresas de tecnologia e aquelas relacionadas à internet foram tão requisitadas como atualmente, por causa da COVID-19. A busca por soluções mais rápidas e eficazes movimentou esses setores de maneira expressiva, aumentou o número de contratações e a tendência é de que isso ainda perdure por muito tempo.

De que forma a tecnologia e a internet resolvem problemas e se tornam grandes aliadas no Agronegócio com a pandemia? É o que você descobrirá nesse artigo.

Conectividade: uma solução para muitos problemas

Conectividade. Essa passou a ser a palavra de ordem para todos os empreendedores do país com a chegada da COVID-19. Aqueles que já estavam na web, por exemplo, precisaram se expandir, e quem não fazia uso dela, teve de se adaptar rapidamente.

Apesar de parecer algo contraditório, ao mesmo em que houve uma certa dificuldade para se alcançar o público-alvo, também ocorreu uma ampliação do mercado. As exportações de produtos do Agro que o digam, afinal, recordes foram batidos em 2020.

O que também contribuiu para esse incremento no número de usuários é que se antes a grande maioria das pessoas já procurava de tudo na internet, esse contingente de consumidores e produtores se avolumou por causa do isolamento social imposto.

De leilões virtuais à IoT: a tecnologia no Agronegócio

Por conta da pandemia, uma série de exposições tiveram de ser canceladas e substituídas por versões online. O lado positivo foi a ampliação da quantidade de participantes, colocando fim aos empecilhos geográficos de uma vez por todas.

Além da internet, novas tecnologias acopladas a equipamentos tornaram as atividades do campo mais eficientes, inclusive com a possibilidade de monitoramento em tempo real da lavoura e dos animais, colaborando em diversas atuações de caráter preventivo.

A compra e venda de produtos também passou por mudanças significativas com:

  • Leilões virtuais

Aqui, a participação também se elevou, e a discussão sobre o prejuízo à interação entre os produtores pode logo ter fim com ferramentas que facilitam o trabalho colaborativo, como Zoom, Hangout Meets e Teems, só para exemplificar alguns.

  • Fortalecimento do cooperativismo

Hoje já existem 209 mil pessoas trabalhando nas cooperativas do agronegócio que, por sua vez, têm realizado algo que merece elogios, funcionando como link entre os produtores e o mercado consumidor, sem mencionar que contribuem para o acesso dos agricultores a novas tecnologias.

  • Novas formas de comercialização

Estreitar o relacionamento entre produtores e seu público-alvo ficou a cargo das redes sociais que têm cumprido bem o seu papel, principalmente para quem desenvolve agricultura familiar.

A venda de produtos pelo Facebook e WhatsApp dispararam, ampliando negócios, porque verdadeiramente aproximaram os dois, assim como plataformas de comercialização que conseguem reunir em um único local quem oferece e quem compra produtos e serviços do Agro.

Desse modo, se a digitalização no Agro parecia algo ainda distante, hoje está avançando mais rápido, tendo em vista a súbita mudança de hábitos da população que, daqui para frente, só tende a se intensificar, dependendo cada vez mais da tecnologia e da internet, com ou sem pandemia.

Através da CBC Agronegócios você pode se conectar com milhares de empresas para comprar ou vender seus insumos agrícolas. Basta se cadastrar, colocar sua oferta ou negociar com outras partes. Clique aqui para se cadastrar

Já é cadastrado, crie seu hábito produtivo. Insira indicações e acompanhe mercado.